::: Confira também: Guia Comercial
Fiscais do TCE fazem inspeção na Santa Casa de São Paulo
Órgão quer mais detalhes sobre os contratos da instituição. Irmandade enfrenta grave crise financeira, com dívida de R$ 773 milhões.
Fiscais do Tribunal de Contas do Estado (TCE) faziam uma inspeção na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e na Secretaria de Estado da Saúde. Eles querem mais detalhes sobre os contratos de compras da instituição, que enfrenta, desde o ano passado, uma grave crise financeira.

A Santa Casa está mergulhada numa dívida de R$ 773 milhões. Em julho de 2014, o hospital não tinha mais dinheiro para comprar remédios nem materiais. O pronto-socorro chegou a ficar 28 horas fechado.

Os pacientes foram os primeiros a sentir os efeitos da crise financeira da Santa Casa, que chegou a interromper o atendimento dos setores de urgências e emergências.

Um raio-x da folha de pagamento da Santa Casa, feito por uma auditoria contratada pelo governo do estado, mostra que 91% dos funcionários do hospital estão na faixa salarial mais baixa, de até R$ 5 mil. Segundo a auditoria, pesam nas despesas de pessoal os benefícios por tempo de casa, principalmente, porque há empregados de décadas no hospital.

Dispensar tanta gente também traria custos para a instituição. Pelos cálculos da auditoria, só para demitir os 225 funcionários já aposentados e que continuam trabalhando a Santa Casa, seria preciso gastar R$ 23 milhões.

Funcionários administrativos e médicos aguardavam ansiosos uma definição. Nos últimos cinco anos, o hospital aumentou o quadro de funcionários em 22% e, mesmo assim, os empregados têm trabalhado mais. A despesa com hora extra aumentou 349%, segundo o relatório da auditoria externa.

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia chegou a cogitar o corte de 20% da folha de pagamento para equilibrar seu orçamento, demitindo 1,3 mil pessoas, mas voltou atrás. A instituição afirma que pretende fazer um novo estudo de readequação do quadro de funcionários.

Outra medida anunciada é a venda de imóveis. Serão colocados à venda, segundo a nota, os imóveis de propriedade da Irmandade que estão vagos. O dinheiro arrecadado será utilizado para reequilibrar as finanças da Santa Casa.





Notícia Postada em 10/02/2015

 
ANUNCIANTES

Produzido por Pagina Internet
Copyright © 2010 - Todos os direitos reservados